(54) 3333-9000
(54) 99983-0259

INFORMATIVOS

DESSECAÇÃO PARA O PLANTIO DE MILHO

Nos próximos dias iniciam-se as dessecações para a semeadura da cultura do milho em nosso município, onde o zoneamento agrícola inicia-se a partir da segunda quinzena do mês de agosto, e as primeiras semeaduras começam a ser realizadas tanto para a produção de silagem destinada a alimentação de animais, como a produção de grãos visando altas produtividades.

Em áreas onde estão implantadas as culturas de Aveia preta (avena strigosa) ou Aveia Branca (avena sativa), consorciadas com nabo forrageiro (Raphanus Raphanistrum) ou implantadas individualmente para cobertura de solo, o correto manejo para o melhor desenvolvimento da cultura do milho, deve ser efetuado antecipadamente, entre 30 a 40 dias antes da semeadura da cultura, principalmente em áreas com infestação de Azevém (lolium multiflorum) pelo seu difícil controle em virtude da sua resistência ao mecanismo de ação de herbicidas EPSPS (glifosato).

Em virtude da alta massa verde do dossel vegetativo das plantas de cobertura, são recomendas aplicações sequenciais dos herbicidas, aumentando o número de mecanismos de ação, e consequentemente melhorando significativamente os níveis de controle. A primeira aplicação de ser realizada com herbicidas graminicidas a base de Cletodim, (Select®), (Poquer®), ou Sethoxidim (Poast®), associados ao glifosato e ao óleo mineral. O óleo mineral tem importância fundamental no sucesso da aplicação devido à presença de grande quantidade de cera nas folhas das gramíneas.

A segunda aplicação de herbicidas deve ser realizada de forma sequencial, cerca de 15 a 20 dias após a realização da primeira, utilizando herbicidas de contanto, a base de paraquat (Gramoxone®) ou glufosinato de amônio (Finale®), também deve-se adicionar óleo mineral, visando realizar um controle satisfatório e eficiente, antes da implantação da lavoura com a cultura do milho.

Nos manejos das aplicações dos herbicidas, recomenda-se a utilização de inseticidas para o controle preventivo de pragas existentes na área, visando diminuir o nível de infestação das mesmas e consequentemente evitando danos prejudiciais a cultura do milho nos estágios iniciais de seu desenvolvimento.

No momento da aplicação devemos sempre nos atentar à temperatura que deve apresentar-se entre 15°C e 25C°, velocidade do vento entre de 3km/h e 8km/h, umidade relativa do ar acima de 60%. O horário de aplicação tem grande importância, buscando sempre a maior eficiência do produto, sendo assim, devem-se evitar horários onde haja a presença de água na folha, nessa época do ano principalmente na forma de orvalho, prejudicando a absorção dos herbicidas.

Preconiza-se ao produtor, que o mesmo apenas realize a semeadura quando as áreas apresentem-se livres da presença de plantas daninhas, em virtude da competição interespecífica por água, nutrientes e radiação solar, e pelo alto custo da utilização de produtos seletivos em pós emergência na cultura do milho.

 

Maiores informações podem ser obtidas junto ao Departamento Técnico da Coagril.

 

 

 

 

 

    Téc. Agrop. Juliano Steffens

           Detec Coagril

OUTROS INFORMATIVOS

UM MODO DE PREVENIR ACIDOSE EM GADO DE CORTE E LEITE

UM MODO DE PREVENIR ACIDOSE EM GADO DE CORTE E LEITE

LER MAIS
MAIS UM POUCO SOBRE PERÍODO DE TRANSIÇÃO

MAIS UM POUCO SOBRE PERÍODO DE TRANSIÇÃO

LER MAIS
Doenças na Cultura do Trigo.

Doenças na Cultura do Trigo.

LER MAIS