(54) 3333-9000
(54) 99983-0259

INFORMATIVOS

CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS PÓS EMERGENTE EM TRIGO

Com o plantio da cultura do trigo em andamento na nossa região, o produtor já pode ir dando uma atenção especial nas plantas daninhas que virão a nascer em pós emergência da cultura do trigo, principalmente azevem e aveia, que são plantas daninhas de difícil manejo dentro da lavoura de trigo. E áreas com histórico dessas plantas daninhas devemos dar uma atenção especial, pois se o controle não for feito corretamente o produtor terá perdas econômicas de grande magnitude no trigo.

A época ideal para fazer esse controle é cerca de 25 a 30 dias após a emergência do trigo dependendo de fatores climáticos, que compreende a faze de afilhamento do mesmo. O controle do azevém e da aveia em pós-emergência do trigo deve ser feito com herbicidas que tenha registro para essa finalidade, sendo que os mais usados na nossa região são o Hussar®, Tricea® e Topik®. A eficácia desses herbicidas é maior quando aplicado em plantas daninhas jovens com 2 até no máximo 4 folhas, mas vale destacar que essas plantas daninhas têm que ter uma área folhar suficiente para a absorção dos herbicidas.

Ao herbicida Hussar® deverá ser adicionado óleo mineral na dose de 0,5%. Esse herbicida agrega em um único produto controle eficaz de azevém e também de folhas largas (nabo e ervilhaca, entre outros). Deverá ser respeitado um intervalo de 3 a 5 dias entre a aplicação de Hussar® e a adubação nitrogenada (uréia).

A aveia também tem se mostrado como erva daninha em muitas lavouras de trigo, competindo com a cultura e afetando a qualidade comercial, pois se torna muito difícil no sistema de beneficiamento separar todos os grãos. Para o controle da aveia tem-se no mercado um produto comercial chamado Topik®, que tem alta eficácia somente sobre as aveias e azevém. Necessitando um controle complementar para controle de ervas daninhas de folhas largas. Quanto às doses indicadas dos produtos relacionados às ervas daninhas existentes, recomenda-se aplicar seguindo as instruções contidas na bula.

Não aplicar herbicidas de pós-emergentes quando ocorrem períodos de stress hídrico, humidade relativa do ar inferior a 50% e de temperatura do ar igual ou inferior a 10 graus centigrados, pois nessas situações a eficácia dos herbicidas é prejudicada.

 

DETEC – COAGRIL

Tec. Agrop. Rafael Oppelt

 

Galeria de Fotos

 Clique nas imagens para ampliar

OUTROS INFORMATIVOS

UM MODO DE PREVENIR ACIDOSE EM GADO DE CORTE E LEITE

UM MODO DE PREVENIR ACIDOSE EM GADO DE CORTE E LEITE

LER MAIS
DESSECAÇÃO PARA O PLANTIO DE MILHO

DESSECAÇÃO PARA O PLANTIO DE MILHO

LER MAIS
MAIS UM POUCO SOBRE PERÍODO DE TRANSIÇÃO

MAIS UM POUCO SOBRE PERÍODO DE TRANSIÇÃO

LER MAIS